domingo, 17 de março de 2013

O "elo perdido": as E-29




Eu achava que tivesse terminado de escrever sobre as locomotivas elétricas derivadas do modelo americano EP-4 (sobre essa eu ainda não falei, pois foquei em suas variantes), porém navegando esses dias pela internet, eis que vejo essa locomotiva um tanto quanto desconhecida e interessante: as "Serpentes de Ouro", série E-29 da Ferrocarril Del Estado, a estrada de ferro Chilena.

 
A história dessas locomotivas parece ter sido igual à das nossas Russas, locomotivas das quais eu falei em meu primeiro post, elas também eram destinadas à URSS e foram construídas pela GE em 1949, porém o iníco da Guerra Fria fez com que elas também fossem retidas pelo governo dos EUA, e ficaram sem comprador. Então a GE apelou ao Chile, mas eram muito caras para aquele país, mesmo com o desconto dado pelo fabricante, que já estava desesperado. Então, após vários apelos, o país andino finalmente cedeu e comprou o lote de locomotivas, que ficaram conhecidas como "Serpentes de Ouro" devido seu alto preço.
 


As E-29 realmente são, como eu disse no título, um interessante elo perdido entre as V8 e as Russas, pois embora pareça mais com a segunda, tem o tamanho da primeira, além da mesma rodagem, 2-C+C-2. Elas pesam cerca de 210 toneladas, e tem potencia de 4565HP, mais pesadas e potentes que nossas V8, tendo sido as maiores e mais poderosas locomotivas que já rodaram no Chile.

 


Infelizmente, por elas serem bastante desconhecidas, não consegui reunir outras informações, como o número de locomotivas fabricadas, se outras foram vendidas a outros locais, ou se existem delas nos EUA. Todas as chilenas foram desativadas nos anos 90, e atualmente só existe uma salva do desmanche. Então, vejam algumas fotos que reuni delas:

2 comentários:

  1. Essas sao Baldwin-Westinghouse e Baldwin GE

    ResponderExcluir
  2. Las serpentes de oro tenian 6 motores de traccion

    ResponderExcluir